Thursday, February 7

Leap of Joy


Fazes-me sorrir como uma tonta todo o dia. E, para isso basta existires (ao meu lado). Quando acordo, pela manhã, tenho sempre aqueles minutos de negação em que digo: 'Não! Hoje não vou trabalhar, ninguém me consegue arrancar dos teus braços. E colo-me a ti como uma lapa.' Depois abro um olho, devagarinho, cheiro-te o pescoço, olho-te adormecido e vibro, vibro, vibro de felicidade por te ter ali(aqui, fazendo parte da minha vida). Guardo a imagem do teu rosto dourado, da forma sublime dos teus olhos, do acetinado dos teus lábios, e daquele sinal pequenino que tens acima deles, do veludo da tua pele, do teu toque, (ai) das tuas mãos, dos teus pés bem enroscados nos meus, das nossas pernas entrançadas, dos nossos corpos num movimento uníssono...
Essa é a imagem que trago comigo ao longo do dia, e vou fazendo pausas para respirar um pouco dela. É(s) o meu elixir! Nem todos os dias são bons, desde que decidimos partilhar a mesma cama, mas vivê-los contigo é maravilhoso.
Ao final da tarde começo a olhar o relógio impaciente, a apressar-me no trabalho. Chega a hora de sair e às vezes tenho que ficar mais um pouco... No entanto, a reacção revela-se sempre a mesma: Despeço-me dos companheiros. Saio quase a correr. Carrego no botão do elevador. Despeço-me das caras familiares que encontro e dos recepcionistas sempre sorridentes. Perco o fôlego até apanhar o metro. Atravesso uns quantos sinais. Rio-me olhando as escadas, pensando como será o dia em que tropeçarei e cairei (com tanta pressa). Apanho o metro, cruzo-me com mais umas quantas pessoas e transporto o meu sorriso tolo na cara. Na saída sorrio ao acordeonista que me acompanha nas entradas e saídas da estação do metro todos os dias da semana. Saio. Atravesso. Coloco a chave na porta. O botão do elevador (bolas, está outra vez lá em cima???). A porta de casa. A música que me convida a dançar. Tu. Finalmente chego... aos teus braços.



Pic by_MBoy535

7 comments:

Gislany Evellin said...

Esse blog é uma delícia...quase consigo tocar o amor...
Que bom que voce está com quem ama!!!

Alma Nova said...

Esse riso matinal, de pura felicidade, é a magia do elixir da vida, o Amor!

S. said...

"Quando te encontrar sei que tudo se iluminará
Reconhecerei em ti meu amor, a minha eternidade
É que na verdade a saudade já me invade
Mesmo antes de te alcançar
É a sede que me mata
Ao sentir o rio abraçar o mar"

Miguel Majer

Lu said...

É bom amar.

Beijinhos.

TINTA PERMANENTE said...

Palavras todas elas embrulhadas em Primaveras!...
Gostei!

abraços!
(e agradecido pela visita; volta sempre! Ah!, é verdade: eu sei por que ri a Gioconda: é porque todos os que riram dela já morreram, ou vão morrer antes dela...)

Maria said...

Que bom sentir-te assim!
Apaixonada e feliz...

1 beijo enorme. Adoro-te, minha mana linda!

Oliver Pickwick said...

A força do amor. Até os recepcionistas são sempre sorridentes.
Beijos!