Monday, February 25

Reach Out


Sinto-te a fervilhar dentro de mim e um formigueiro constante nos dedos impondo-me que to diga, também, por escrito. Gosto que me escrevas, também, mas as melhores cartas que li foram aquelas escritas pelo toque do teu corpo no meu, pelo calor da tua voz no meu umbigo, pela bola de cristal que são teus olhos siderados nos meus, pelo veludo dos teus lábios nos meus pés, a seda com que os teus braços me enlaçam...
Amo-te, Amo-te muito! E, cada gesto meu é a dança deste sentimento que continua a crescer por ti...
Em ti, gosto de tudo. Gosto muito de me afogar no mar de emoções que me proporcionas...
Fazes-me sonhar, sabes?
Mas, melhor que isso, tornaste a minha vida num sonho desde que chegaste. E a minha realidade pintaste-a de gestos encantadores, apaixonados, ternos, tranquilizantes e preencheste-a com a melhor banda sonora de sempre.
Quero-te, quero-te sempre. E se a vida nos proporcionar isso, para sempre também...


Um poema da Ana Gonçalves,

em que quase chorei e ri de emoção (como naquele dia em que...),

dedicado a ti:

"…coisa boa da vida…
És o lado bom de uma história infantil…
De todas quantas li
De todas quantas quis que tivessem sido verdade
Chegaste no tempo
em que a idade me dá malmequeres para desfolhar
Num tempo, em que os teus olhos me bastam
Ofereço-te…todos os meus abraços
Porque quero tocar-te.
És a risonha malícia
Tens tudo o que tem uma etiqueta de roupa nova
… mas em grego.
És lindo …
E não vale a pena quererem que sejas
És agora um e logo outro
De tantos lados…que dodecaedro em ti não combina
Estás e foges

Não te peço nada e tenho-te
São instantes…
Vives num álbum meu…
A preto e branco tal como eu gosto
És feito do que pouco me importa
Mas importa que estejas
De uma sublime loucura são estes momentos
Não jogamos conversa fora,
entrelaçamos as nossas palavras
E falamos tanto calados
Conheço o teu cheiro
E amo-te tanto assim.
Acende-me velas ao almoço
Pouco importa quem passa lá fora
Se 'o' dia vier…
Se jogarmos xadrez , vou acabar nua!
E sei que vou rir!
Gosto de te ver chegar!"


Pic1 by_rxandy
Pic2 by_Luhsampaio

13 comments:

Oliver Pickwick said...

Dois belos poemas. Anda caminhando nas nuvens, hein garota?
Beijos!

P.S.: Quanto ao jogo de xadrez, não ficou claro se tira uma peça do seu vestuário por cada peça tomada pelo adversário no jogo. Reinventaste o jogo de xadrez.

Sam said...

Ahhh o amor, o amor...
Quando abri sua página hoje transbordaram corações por todos os lados... espalharam-se aqui por toda a mesa...

Bjosss!!! =)

Ana said...

Obrigada, Olivier!
sabes... Com um "objecto" de inspiração tão maravilhoso seria um crime não o saber cantar.
quanto ao jogo de xadrez, deixo esses critérios ao cuidado de cada um dos participantes. experimenta;)


Sam, Sam...
He, he, he!

Espera aí...
Só hoje Sam? Para onde é que eles terão trasnbordado, então, em todos os outros dias?!

:)

Abraçossssss

Spectrum said...

AEMPRE passível de inspiração. [o amor]
Beijo

Spectrum said...

SEMPRE (errata)

S. said...

Que não restem dúvidas após estas palavras!! é tão bom ter certezas assim, coloridas!!
Bjo*

TINTA PERMANENTE said...

Pois... já não sei em que noite (cabeça a minha!...), mas a verdade é que a Shahrazad também jogou xadrês. E perdeu. Melhor: fez de propósito para perder. É que o emir havia prometido, se ganhasse, dava-lhe uma pérola, sempre dobrando, por cada casa do tabuleiro...
Claro que o emir não cumpriu a promessa!...

abraços!

Maria, Simplesmente said...

Ana:
Afinal a história dos comentários deve ter sido problema técnico.
Agora já está bem.
Obrigada o teu comentário
Bj
Maria

ZezinhoMota said...

São lindos demais estes dois poemas e posso te dizer que ao entrar neste teu cantinho tem um cheiro de Primavera...

O Amor envolve este cantinho e quando estou aqui chove...

Chove constantemente
é um perfeito bailado
e que linda melodia
acompanha tantas pétalas
que substitue a chuva...

É lindo demais tudo aquilo que nos ofereces...

Bem hajas minha amiga...

Podes colher quantas flores desejares nos meus blogs...

Afinal sempre adorei oferecer flores a uma mulher bonita
é para isso que tenho aqui canteiros no meu jardim.

Que tenhas um resto de dia muito feliz.

Bjnhs

ZezinhoMota

Ana said...

Que lindo, Zezinho!


Obrigada:)

Beijo terno.

Lampejos said...

Ana,

Temos poemas para dizerem mais do que esperávamos que dissessem.

Gostei de conhecer teu espaço garantido para qualquer trecho da vida.

Obrigada pela visita (viu!)

(a)braços e flores :)

Sam said...

[h� cora�es pulando aqui por todos os lados, os que posso vou guardando junto ao meu, e a medida que v�o se esvaindo volto aqui pra colher mais, pois h� em abund�ncia neste teu cantinho aben�oado =)]

Bj�o!!!!!!

Ana said...

Querida Ana,transpira amor em cada palavra por ti escrit!
"...Não te peço nada e tenho-te
São instantes…
Vives num álbum meu…
A preto e branco tal como eu gosto
És feito do que pouco me importa
Mas importa que estejas..."

É caso para dizer,que precisamos de tão pouco para sermos felizes!
Lindoooo!!!

Beijinho doce querida e bom fim de semana,:)*