Wednesday, May 23

Jogos


O jogo do puxa-empurra
tem regras que não domino.
Há peças que não sei onde encaixar,
e tu mexes, confuso,
no tabuleiro de xadrez.
Cada peça tem parte de nós,
cada movimento pode fazer-nos avançar ou recuar
outras vezes estagnar.
Estamos num impasse,
numa confusão de estratégias.
juntos somos, os nossos mais impiedosos rivais.
Fomos gastando as jogadas
sem sabermos os nossos limites.

Mas, neste jogo,
como em qualquer outro,
várias perdas já se sofreram...
Algumas para ambos os jogadores.

O tempo esgota-se,
esgota-nos também nestas jogadas
e tu estás perto do cheque-mate.
E eu quero que ganhes,
independentemente do facto do que poderei vir a perder.

Prefiro dar-te a vitória
do que continuar a desgastar as nossas peças.
Prefiro que ganhes algo
mesmo que, para isso,
me percas a mim.

Pic1 by_lywipom
Pic2 by_Katarino



2 comments:

Freyja said...

querida amiga
curiosamente nunca me gusto el ajedrez, no es por tener que pensar en hacer la mejor jugada, es solo porque requiere estar quieta mucho tiempo
pero que esa mejor jugada la hagas tu, pasando por todos los obstaculos y logres ganar
la vida es un juego tambien, a veces ganamos y otras perdemos
tu tienes que ser y eres ganadora aunque muchas veces se quede sola uno
te dejo muchos cariños y deseo que estes muy bien
besitos y cuidate


besos y sueños

Lu@r said...

Talvez a felicidade de outra pessoa nos faça sentir realizados...talvez...mas nunca será a verdadeira felicidade porque essa pessoa não estará ao nosso lado.

Adorei as tuas palavras que mais posso dizer, olha não me percas de vista para voltar mais vezes.

:)

Deixo aqui um beijo doce