Monday, May 28

A Sacrifice


Deixaste cair as asas
no meu colo
e eu cozi-as, de novo,
para que pudesses voar.

Tu teimas em ficar
e degolas-me inconscientemente
por te oferecer o fruto do pecado
debaixo dos beijos frutados que te dei.

Agora, com as tuas asas saradas
cortei as minhas para não te acompanhar
Agora, deixo-te voar para longe
E não te revelo a minha morada.


Pic by_lesidhe

4 comments:

DE-PROPOSITO said...

Fantasiando 'cortar as asas'. Só que não consegues. Com ou sem asas, podemos voar, voar até onde a nossa imaginação nos levar.
Fica bem.
E a felicidade juntinho de ti.
Manuel

skywalker said...

Cortaste as asas? Parece que voltaram a crescer...
Hoje já passaste por mim a voar tantas vezes...
Prometo não dizer onde estás...
Promete-me que não deixas de voar.

Beijos grandes

belakbrilha said...

Não acompanhes!...se esse é o teu desejo, mas não deixes de voar!
Esconde o teu "canto", onde cantas, mas coze as tuas asas também...e voaaaaaaaaaa!!!

Gostei!...é lindo!

bj

Noite said...

Os anjos são assim, vêm e vão, deixando atrás uma pena, apenas!